Friday, February 15, 2013

O SABOR DO CINEMA: MOMENTO XXIII


17 de Fevereiro
ROMANCE DE VILA DO CONDE E O POETA LOUCO, O VITRAL E A SANTA MORTA DE MANOEL DE OLIVEIRA, 1959 e 2008, Portugal
SAYAT NOVA DE SERGEI PARADJANOV, 79', 1968, URSS/Arménia

O José Régio, encenado por Manoel de Oliveira, na sua seminal relação poética com Vila do Conde. A vida e os versos do trovador arménio Sayat Nova traduzidos para quadros mágicos de cinema pelo pelo artesão cineasta e poeta cinematográfico Sergei Paradjanov: da infância do famoso ashik, entre lãs e pigmentos de tinturaria, à sua transformação em monge… 

No comments:

Post a Comment

Post a Comment